Pug

Pug pode ser considerado um cão excêntrico, de aparência inconfundível e muito carismático. Parece um cão de raça aristocrata. As primeiras referencias ao pug que temos noticia datam de  primeira referencia  anos antes de Cristo, na China, tendo sido depois, levados para o continente europeu pelos navios das Companhias das Índias no século XVI. Também são encontrados registros desse pequeno cachorro na Holanda no século XVII, sempre junto a realeza.

Mesmo tendo sua origem na China foram os ingleses quem mais contribuíram para o desenvolvimento dessa raça, e temos registro do pug como cão de estimação de nobres, reis e da alta sociedade, onde encontramos pinturas do Pug com Napoleão Bonaparte, Willian the Silent, o rei da Holanda e mais recentemente com o Duque de Windsor. Ao longo do tempo e do desenvolvimento da raça o Pug foi recebendo nomes diferentes, na França foi chamado de Carlin; na Itália de Carlino ou Doghino; na Inglaterra de Pug Dog (coisa pequena); e na Alemanha leva o nome de Mops até os dias de hoje.

O pug é um cão alegre, brincalhão e dócil, e com uma aparência única, que cativa imediatamente que tem o privilégio de conhecer um deles pessoalmente, charmoso encanta só de olhar, e quando o conhecemos realmente nos apaixonamos, não se trata de um cão perigoso. O pug tem a cara achatada e mascarada, olhos grandes e o rabo enroscado. Ele é um cão muito festeiro, afora, pular, brincar e rolar, aprende truques com facilidade só para encantar e chamar a atenção de seus donos, ao mesmo tempo é preguiçoso e dorminhoco, deve ser porque dispende muita energia com suas brincadeiras.

Para quem pensa que esse alegre e bonito cãozinho não tem serventia como guarda se enganam, essas características alegres e dóceis não eliminam seu potencial como cão de guarda, pois ele é extremamente alerta especialmente com pessoas estranhas em seu território. O pug é realmente um cão peculiar em vários sentidos, além da aparência, e um deles, que caracteriza bem a raça, é que os cães pug roncam quando dormem como se fossem crianças pequenas, alem de ter um latido rouco, bem diferente dos outros cães, e é misturado com grunhidos, como se o cachorro estivesse engasgado. Os veterinários afirmam que isso acontece, por que do focinho achatado da raça reduz a circulação do ar nas vias aéreas. Quando o cão está em alerta  ou quer alguma coisa o som emitido é curto e bem mais grave, muito característico e de fácil percepção

As características do pug podem parecer contraditórias, mas além de ser extremamente brincalhão ele é também um cão muito calmo, e vive bem em ambientes pequenos e latem pouco, gostam muito de atenção e mimos, mas não a ponto de importunar seus donos. Enfim o pug é uma raça única e esses gordinhos são um diversão. Adoram abrinquedos e acessorios e uma boa farra com a criançada, e quem conhece um vai se apaixonar.